Preso último suspeito de latrocínio de comerciante no bairro Aeroporto em Rosário Oeste

O último suspeito envolvido no latrocínio de um comerciante em Rosário Oeste (128 km ao Norte) foi preso, na sexta-feira (10.03), pela Polícia Judiciária Civil. O acusado, Ronnye Luiz Márcio da Silva, 22 anos, é o terceiro integrante do bando que roubou e matou a vítima, José Edival Alves, 74,   no dia 25 de fevereiro.

Pelo crime, na quinta-feira (09), Gelson Carlos dos Santos, 18, já havia sido preso. O latrocínio aconteceu na noite de 25 de fevereiro, quando duas pessoas armadas invadiram uma residência, localizada nos fundos de um mercado, no bairro Aeroporto, em Rosário Oeste, para praticar um assalto.

Na ocasião, o dono do estabelecimento comercial foi rendido pelos suspeitos quando saía do banho. Ao perceber a presença dos criminosos, a vítima tentou reagir e acabou alvejada por disparos de arma de fogo, não resistindo aos ferimentos, morrendo no local.

Segundo as investigações, o roubo seguido de morte foi praticado por Gelson, autor dos tiros de arma de fogo, na companhia do adolescente B.R.A. de 17 anos, que responderá ato infracional análogo ao crime de latrocínio, conforme oficializado à Promotoria da Infância e Juventude da comarca.

O delegado Fabiano Pitóscia informou que o suspeito Ronnye Luiz, um dia antes do crime, foi convidado por Gelson para roubarem o mercadinho. "Ronnye ficou vigiando para avisar Gelson e o adolescente, enquanto estes dois entravam na casa", explicou.

Diante dos indícios de autoria, a Polícia civil representou pelo pedido de prisão preventiva dos suspeitos maiores de idade, decretadas pela Justiça. Com as ordens judiciais, os investigadores conseguiram efetuar a prisão dos procurados na última  quinta e sexta-feira (09 e 10.03).

Participaram das prisões os policiais civis Roberto, Paulo César, Vantuir, Norberto, Jean, Sivanildo, Claudiney, Angela, coordenados pelo delegado de polícia Fabiano Pitoscia.

Assessoria PJC


 

 


biorosario
publicidade